Burocracia orgânica

"Em resumo: de maneira alguma se pode dizer que Barnabás é um criado superior. Pertence então à criadagem inferior? Mas justamente esses, os criados inferiores, têm traje oficial, pelo menos quando descem à aldeia; não propriamente uma libré, há também muitas diferenças de uns para os outros, mas, em todo o caso, logo se conhece pelo traje que são do Castelo, tu mesmo viste alguns deles no Albergue dos Senhores. O que salta à vista nestes trajes é o serem muito justinhos, nunca um lavrador ou operário poderia ter serventia para aquilo. Pois bem, Barnabás não possui um traje assim; isto não é apenas humilhante ou aviltante, que isso, vá lá, ainda a gente poderia suportar; mas, sobretudo em horas sombrias, e não raras vezes as temos, Barnabás e eu, leva-nos a duvidar de tudo. Será serviço do Castelo o que Barnabás faz?, perguntamos nós então; ele tem acesso às chancelarias, é certo; mas são as chancelarias o Castelo propriamente dito? E mesmo que certas chancelarias pertençam ao Castelo. É a essa que ele tem acesso? Barnabás tem entrada em chancelarias, mas essas chancelarias são apenas uma parte do conjunto de todas as chancelarias, depois delas vêm barreiras e por detrás dessas barreiras há outras chancelarias.




É verdade que ninguém proíbe Barnabás de continuar;mas como pode ele continuar, se já topou com os seus superiores, se estes já o despacharam e o mandam embora? Além de que, lá em cima, uma pessoa está sempre sob vigilância, pelo menos assim se crê.
E mesmo Barnabás continuasse para além dessas barreiras, de que lhe serviria isso se, oficialmente, já não tem nada que fazer ali e o olham, portanto, como a um intruso? Estas barreiras, tu não as deves imaginar como se fossem uma fronteira bem traçada, também Barnabás não se cansa de me chamar a atenção para isto. Barreiras, também as há nas chancelarias onde Barnabás tem acesso;há, pois, barreiras que ele passa e barreiras que ele não passa, e as primeiras não têm aspecto diferente das segundas, por isso não é de admitir a priori que as chancelarias por detrás destas últimas sejam na sua essência diferentes das primeiras que ele já conhece. Só nas horas sombrias de que te falei é que a gente assim crê. Mas a dúvida vai mais longe ainda, contra ela não há defesa."